19 de janeiro de 2022 - 21:32

Banner  marcio sales 1 2
Banner dhener 1
Banner  amarildo 1
Banner  elies 1
Final de ano
Banner  rogerio 1
Locacao 1 jb
Banner zilma 1

Entretenimento

16/09/2021 22:41

Casal e cachorrinha já viajaram por 30 países

O casal Rennam Duarte e Meurer Alberti, viajam pelo mundo com a cadela "Lilo" à mais de 7 anos e encantam a web com mais de 30 viagens internacionais em seu passaporte.

Rennam é filho dos nobrenses , Marcos e  Teka Duarte, que orgulham  do  casal  por viajar  e trabalhar  com um animal cuidando  com muito  amor e carinho.

A dona do animal revela  os desafios durante 7 anos, a rotina de uma mochileira.

A primeira viagem de Lilo em território nacional foi de carro para o interior de São Paulo.

Talita conta que ela, o marido Rennan Duarte, de 30 anos, e a cadela foram passar o natal na casa de alguns parentes. Lilo, que tinha um ano e meio, fugiu na véspera da data comemorativa. Apesar do susto, após pagar mil reais de recompensa, Lilo voltou para os donos.

Foram 6 meses de preparação da documentação para poder entrar com um cachorro em território europeu.

A primeira viagem de avião em 2017, quando viemos para Europa de férias e ela veio junto - disse Talita.

A arquiteta, que hoje mora em um motorhome com o marido, diz que os hábitos mudaram desde que Lilo chegou na família. Sem contar, os “perrengues” que já teve ao longo de suas viagens no exterior.

A Lilo nos dá muito pouco trabalho! Mas das vezes que ela aprontou com a gente foi quando o motorhome que alugamos nos EUA quase foi guinchado com ela dentro, ou quando tivemos que atravessar a pé uma ponte de 2,5km em Nova York porque os ônibus intermunicipais não aceitavam cachorro  — afirmou.

Lilo também já aprontou em uma estação de esqui quando resolveu deixar uma “surpresinha” na neve.

- Uma vez subimos numa estação de ski em Andorra e ela fez cocô na neve (até aí tudo bem). Mas estava tão frio que o cocô congelou e grudou no chão e teve que ficar lá, aquele ‘troço’ marrom no meio de tudo branquinho. Eu queria cavar um buraco pra enfiar minha cara, mas o chão estava duro demais pra isso  —  relembrou Talita.

— Com a pandemia, tivemos alguns atrasos. Pegamos 3 lockdowns aqui na Europa, e tivemos que alugar um apartamento e ficar parados. A previsão de retorno ao Brasil é após completarmos o roteiro! Costumamos dizer que estamos indo para Portugal, porém pelo caminho mais longo! Acreditamos que em mais 6 meses teremos terminado. — explica.

 

 

Redação com informações do G1


Copyright  - Nobres Noticias  - Todos os direitos reservados

Plantão
65 99217-1615 

1335x90