14 de agosto de 2018 - 22:18

Artigos

03/08/2018 08:29

Fomentar o empreendedor e incentivar a industrialização é preciso

Por MAX CAMPOS 

Nosso amado Estado e o nosso nosso País está se preparando para uma ano muito importante. E tão logo se encerre o período de coligações nesse meio tempo passará a existir uma máxima sobre o que será verdadeiro: A minha, a sua e a REAL. E assim como um processo físico pelo qual devemos passar como CIDADÃO devemos ter olhos e ouvidos atentos a ouvir quem pode falar e as “PROMESSAS” que certamente serão feitas. 

           Temos procurado debater junto a colegas servidores públicos, produtores rurais, comerciantes, profissionais liberais, de forma tranquila, serena e principalmente mais ouvindo do que falando as expectativas, frustrações e críticas dos mais diversos setores sem deixar de lado o agro o qual por ofício trabalho. 

             O resultado de tudo isso advindo de nossas andanças por vários municípios é uma só: RENOVAÇÃO. 

            Trabalhamos duro desde cedo. Por isso quando se debate entre público e privado procuro mais ouvir que falar e se for preciso eu digo que vivenciei os 2 lados em família. 

              Dessa forma respeito e muito quem gera EMPREGO E RENDA e produz desde o pequeno empreendedor ao grande produtor com suas comodities, sou servidor público do INDEA-MT a 15 anos onde certificamos o alimento que chega a sua mesa. Não é um processo fácil... e nem barato. 

            O Estado de Mato Grosso quer aceitem ou não está ainda de pé pelo  AGRONEGÓCIO. É Obvio aos mais críticos que precisamos avançar muito mais nas áreas de Educação, Moradia, Transporte e de segurança por exemplo onde passei 10 anos convivendo com o grupo especial de fronteira GEFRON na região oeste de nosso estado onde por muito anos havia apenas um número muito reduzido de homens em regime de escala de plantão para vigiar mais de 900 km de fronteira, Mato Grosso é corredor da maioria da cocaína advindo de países vizinhos como a Bolívia que abastece o país e ainda é exportada. Com isso gera no modo automático uma série de crime secundários além do tráfico como roubo de veículos, evasão de divisas, homicídios, entre outros ilícitos.

          Senhores temos um caminho sério a debater na área TRIBUTÁRIA E PROVIDENCIARIA , discutir de forma aberta às contas públicas e o que dizer sobre a SAÚDE? Entender de uma vez por todas que o EMPREENDEDORISMO deve ser matéria escolar e facilitar ter seu próprio negócio deixar de ser um sonho distante. 

           Infelizmente a classe política anda DESPRESTIGIADA PELO POVO pois basta expor seu ponto de vista político para ser taxado de alguma nomenclatura impublicável, e dependendo de seu ponto de vista se socialista, liberal, e a tal de esquerda x direita aqui no Brasil isso se torna um verdadeiro fardo até enfadonho pois dia após dia se torna repetitivo numa queda de braço inútil.  

            Porém quando digo infelizmente da atual representação política em todos os níveis da federação é porque a coisa é mais seria que ideologias distintas pois trata-se de casos de corrupção, improbidade administrativa, enriquecimento ilícito, agentes políticos presos, dezenas de outros investigados e centenas de ações judiciais variadas do colarinho branco que a população se cansou e essa é a verdade, contudo mesmo diante desse cenário é imprescindível também dizer uma outra verdade não menos dolorida: O toma lá dá cá pelo VOTO. 

            Seja a promessa de um emprego, a areia e cimento da construção, a vaga no hospital e por aí vai o eleitor se torna refém pois vendeu seu voto e para o mau político seu compromisso político se encerrou ali. E a máxima “voto não tem preço tem consequência” cai por terra num sopro. Acredito no positivismo, que os bons ainda são maioria e não queremos mais ninguém como nosso representante político que já foi preso ou acusado de corrupção e assim tenho buscado ouvir a todos ao máximo inclusive outros “grupos”. 

             Agradeço a receptividade por cada grupo expressar seus pontos de vistas a pluralidade de Idéias e pensamentos é o que nos torna mais reflexivo e político, pois o governo é isso: advém do povo e é dirigido para o povo  e nós somos cidadãos preocupados não apenas com um segmento ou que muitos pensam seja o SERVIDOR PÚBLICO mas sim os mais de TRÊS MILHÕES DE MATO-GROSSENSES mas como tudo é intrinsicamente ligado precisamos auxiliar da melhor forma possível com sabedoria, inteligência, paciência e amor a coletividade. De minha parte eu acredito no bem e continuarei a seguir acreditando principalmente na erradicação da pobreza extrema tanto MATERIAL quanto a CULTURAL aquela que lhe faz crescer.  

            Jogar a toalha nunca foi e nunca será uma opção para mim ou qualquer pessoa se realmente ainda dentro de nós houver uma fagulha de esperança de dias melhores não apenas para nós mas para nossos filhos e netos porém o futuro somos nós hoje quem a escrevemos e agora  quem irá desenhar daqui por diante errar será ainda mais penoso. 

         O direito intrínseco do VOTO é seu e secreto porém a consequência dele será para todos nós e para as futuras gerações. 

           Notou o tamanho e a importância de sua responsabilidade? 

 

 

Max Campos é Servidor Público em Mato Grosso e articulista político e pré-candidato a Deputado Federa


Copyright  - Nobres Noticias  - Todos os direitos reservados

Plantão
65 99217-1615